• O HOMEM QUE MATOU O ESQUECIMENTO GLOBAL

    0 de 5

    O Homem que matou o esquecimento global é uma viagem de sentidos. Agrupando textos de estilos diferentes, alguns em parceria com outros autores, Carlos Musga leva o leitor por diversos caminhos. A escrita cheia de subtilezas desperta sentimentos contraditórios: profundos, hilariantes, malandros, quotidianos.
    A forma de conhecer esta obra é um desafio: abra em qualquer página, leia um conto, sinta-o. Agora repita o processo: seguramente a reacção será diferente. E é desta forma de Carlos Musga, como um viajante experiente da vida, nos obriga a relembrar fases, histórias, sentimentos. É com personagens ricas e cenários comuns que reaviva, no leitor, o esquecimento comum do passar do tempo.
    Sobre “O homem que matou o esquecimento global” e Carlos Musga
    “Há uma pessoa – e um escritor – de verdade nestas palavras.” – Pedro Chagas Freitas.

    15.00€