SOCIEDADE COOPERATIVA ALMADENSE: PERCURSOS E METAMORFOSE

6.00€

O presente texto, fruto de pesquisa documental e de diversos testemunhos orais, revisita, de uma forma transversal, os espaços, organização e dinâmicas da Sociedade Cooperativa Almadense (SCA), constituída formalmente em 1 de janeiro de 1891, por um grupo de operários tanoeiros e corticeiros.

Apesar de ter sido a primeira cooperativa de consumo constituída em Almada e de se ter mantido em atividade até à década de 1990 enquanto tal, com um ligeiro interregno antes do 25 de Abril de 1974, a SCA não despertou particular atenção por parte dos investigadores em história local, o que poderá dever-se, entre outras razões, à escassez de documentação arquivística que lhe respeite, ao seu menor número de associados e, porventura, menor protagonismo político, consequência da sua localização e área de influência.

Durante a década de 1950, a Cooperativa sofreu uma profunda remodelação, atualizando-se, e oferecendo novos serviços aos assocaados. Dispunha então, além de biblioteca, de fancaria, secção de casa, drogaria, mercearia, carvoaria, talho, peixaria e banca de frutas e legumes. Paralelamente constituiu parcerias na área da assistência médica e desportos.

Em 2007, por razões financeiras, viu-se obrigada a encerrar definitivamente a atividade.

  • Descrição
  • Informação adicional
  • Avaliações (0)

Descrição do Produto

O presente texto, fruto de pesquisa documental e de diversos testemunhos orais, revisita, de uma forma transversal, os espaços, organização e dinâmicas da Sociedade Cooperativa Almadense (SCA), constituída formalmente em 1 de janeiro de 1891, por um grupo de operários tanoeiros e corticeiros.

Apesar de ter sido a primeira cooperativa de consumo constituída em Almada e de se ter mantido em atividade até à década de 1990 enquanto tal, com um ligeiro interregno antes do 25 de Abril de 1974, a SCA não despertou particular atenção por parte dos investigadores em história local, o que poderá dever-se, entre outras razões, à escassez de documentação arquivística que lhe respeite, ao seu menor número de associados e, porventura, menor protagonismo político, consequência da sua localização e área de influência.

Durante a década de 1950, a Cooperativa sofreu uma profunda remodelação, atualizando-se, e oferecendo novos serviços aos assocaados. Dispunha então, além de biblioteca, de fancaria, secção de casa, drogaria, mercearia, carvoaria, talho, peixaria e banca de frutas e legumes. Paralelamente constituiu parcerias na área da assistência médica e desportos.

Em 2007, por razões financeiras, viu-se obrigada a encerrar definitivamente a atividade.

Informação adicional

Peso 195 g
Dimensões (C x L x A) 170 x 240 x 4.5 mm
Autor

Vários

Avaliações

Não existem opiniões ainda.


Apenas clientes com sessão iniciada que compraram este produto podem deixar opinião.