• Capa do livro Complicado, de Pedro Ribeiro Ferreira. El Pep Books

    COMPLICADO

    0 de 5

    Complicado é a palavra que mais se aproxima de toda a obra de Pedro Ribeiro Ferreira. E da sua vida. Tudo é complicado. Este livro reune alguns dos seus desenhos, esboços, que ao longo dos anos, começando na escola primária, foi acumulando em pastas. Tudo por culpa da sua professora que lhe atribuiu uma nota a um desenho: Excelente. Pedro Ribeiro Ferreira é designer gráfico e sócio gerente na empresa Arco Da Velha – Ilustração e Design. Para além desse trabalho, Pedro enche o mundo com caricaturas, tendo publicado em diversos jornais, revistas e em livros dedicados ao futebol.

    8.00€
  • Capa do livro Marco Paulo é a Minha Religião, de João Tércio, Marta Teives, Nuno Duarte e Pepderley. El Pep Books

    MARCO PAULO É A MINHA RELIGIÃO

    0 de 5

    Divagações e brincadeiras dos autores Pepedelrey e João Tércio, em torno de algumas letras de canções do ícone da música popular portuguesa. Uma homenagem ao cantor e à sua carreira musical. Recriar as letras dessas canções, adaptando-as em forma de argumento e de estrutura de Banda Desenhada Humorística, sem barreiras. A criatividade das líricas que as permite não ficarem fechadas, enclausuradas, num formato áudio, deixa espaço para a partir delas, criarmos novos mundos, novos actores e novas acções.

    15.00€
  • Capa do livro O Infante, de Daniela Viçoso. El Pep Books

    O INFANTE

    0 de 5

    O INFANTE aborda a amizade e a cumplicidade entre o Infante de Portugal e o seu escudeiro. O início dessa relação próxima, desde as suas infâncias, até à sua fuga de Portugal. O cruzamento do código linguístico do Mangá com a estética da arquitectura portuguesa da época e dos maneirismos monárquicos de então. A vivência palaciana em contra-ponto com o romance poético dos dois personagens. A liberdade das emoções oposta ao formalismo e o rigor da etiqueta monárquica.

    12.00€
  • Capa do livro O Vacão Sem Fajeca, de José Amaro. El Pep Books

    O VACÃO SEM FAJECA

    0 de 5

    Chegou a hora de rufar.

    Fui com o Luva-Luva e, quando me quis sentar numa mesa próxima da claranta, ele puxou-me pela lima e levou-me para outra, num canto bem mais escuro e malcheiroso.

    “Ali é pra outros. É pró Zé-Mau, pró Búfalo, pró Dá Cheta, pró Charolês e pró João Varrido.

    São todos apagadores. Beras como a ferrugem. Não te metas com eles se não queres sair daqui num sobretudo de pinho”.

    O “O Vacão sem Fajeca” é, em primeiro lugar, um contributo para todos os que se interessam pelo modo de vida marginal existente em Portugal.

    Um modo de vida que se transforma ao longo dos anos mas que nunca se extingue, pois que a criminalidade sempre há-de existir em todas as sociedades, sejam elas ultradesenvolvidas, como por exemplo as do Norte da Europa, ou compostas por uma massa de condição confrangedoramente modesta, como é a portuguesa.

    É, também, um possível precioso auxiliar para muitos elementos das forças policiais.

    O jargão criminal está, mesmo que aqui modestamente reproduzido, em constante mutação.

    Dominar a linguagem do crime é meio caminho andado para o êxito, seja ele das forças da autoridade, seja dos delinquentes.

    É por isso que o conhecimento dessa mesma linguagem é um desafio aliciante.

    15.00€
  • Capa do livro Hora do Saguim - O Livro, de André Oliveira. El Pep Books

    HORA DO SAGUIM

    0 de 5

    Não se trata de filosofia barata isto de metaforizar o mundo no conceito de selva… Aliás, não se trata de coisa absolutamente nenhuma.
    “Hora do Saguim – O livro” reune as crónicas escritas no blog com o mesmo nome durante seis anos. Em cada texto, um momento de libertação e terapia com apenas uma regra…

    10.00€
  • Capa do livro Psicose, de Miguel Costa Ferreira e João Sequeira. El Pep Books

    PSICOSE

    0 de 5

    A loucura pode ser um estado de normalidade diferente entre duas pessoas. Incrivelmente, Miguel Costa Ferreira e João Sequeira conseguiram que os seus estados de loucura ou normalidades aparentes, se mesclassem e se visualizassem num livro onde a qualidade rende o leitor e não o deixa abandonado sem um único sentimento: a Arte é a emoção e ninguém conseguem ser indiferente às emoções…

    15.00€
  • Capa do livro Sangue Violeta e Outros Contos, de Fernando Relvas. El Pep Books

    SANGUE VIOLETA

    0 de 5

    Escrito e desenhado por Fernando Relvas.
    Este livro foi destinguido com o prémio CLÁSSICO DA 9ª ARTE atribuido pelo júri do festival de Banda Desenhada da Amadora em 2012…

    12.00€
  • Capa do livro F(r)icções. de Nuno Duarte e João Sequeira. El Pep Books

    F(R)ICÇÕES

    0 de 5

    Escrita por Nuno Duarte (“Paris Morreu”, “A Fórmula da Felicidade e “O Baile”) e ilustrado por João Sequeira (“Metamorfina” e “Psicose”). Assente na adaptação de quatro contos de temáticas díspares que passam pela sátira, o western, a fantasia ou o policial noir, unidos pela linha crua da ficção e da estranheza, este é um projecto de Banda Desenhada que mescla palavras intensas com a sobriedade estilizada de ilustrações a preto e branco causadoras de sensações fortes e perturbantes.

    15.00€
  • Capa do livro The Mighty Enlil, de Pedro Cruz. El Pep Books

    THE MIGHTY ENLIL

    0 de 5

    “The Mighty Enlil” é fruto da criatividade do autor Pedro Cruz e relata as desventuras da divindade suméria Enlil em pleno século XXI. Batalhas épicas, rivalidade entre irmãos, viagens no tempo, amor e inveja – é este o reino deste fantástico álbum de BD, estreia editorial no nosso país de mais um autor nacional de talento pela chancela da El Pep. Os leitores estão convocados e a pergunta é só uma: “estará o mundo contemporâneo preparado para a força dos Anunnaki?”

    14.50€
  • Capa do livro Tiras do Baralho!, de André Oliveira e Pedro Carvalho. El Pep Books

    TIRAS DO BARALHO!

    0 de 5

    André Oliveira escreveu e Pedro Carvalho ilustrou, sem um pingo de vergonha nas suas caras feias e barbudas. E a El Pep, como não podia deixar de ser, coloca o seu selo editorial num festival de humor negro, nonsense, estupidez e outros adjectivos que eventualmente serão adicionados por quem se sentir ofendido. Ficamos à espera…

    14.00€