• Capa do livro O Sacrilégio de Odivelas, de Jorge Martins. Europress - Máscara

    O SACRILÉGIO DE ODIVELAS

    0 de 5

    Lisboa, 23 de Novembro de 1671. No Rossio, frente ao Palácio dos Estaus, a multidão acotovela‑se junto ao cadafalso para ver de mais perto as expressões de sofrimento de um condenado especial do Tribunal do Santo Ofício.

    …Entre os gritos lancinantes da vítima, as preces angustiadas dos padres da Inquisição e os apupos delirantes da turba popular, António Ferreira é conduzido ao poste do sacrifício supremo.

    4.51€
  • Capa do livro 1755, O Grande Terramoto, de Filomena Oliveira e Miguel Real. Europress - Máscara

    1755 – O GRANDE TERRAMOTO

    0 de 5

    Dois eixos dramáticos unificam o todo da peça: a história de Mariana e do seu presumível incesto com o conde de Unhão, que se inscreve na Lisboa popular, e a história da ascensão ao poder do Marquês de Pombal, como ministro do reino e construtor do Estado português contemporâneo…

    10.09€
  • Capa do livro Tomai Lá do O'Neill e A Relíquia, de Eça de Queirós, de Filomena Oliveira. Europress - Máscara

    TOMAI LÁ DO O´NEILL – A RELÍQ. DE EÇA DE QUEIRÓS

    0 de 5

    Tomai lá do O’Neill nasceu como desafio para escrever uma peça que tivesse como suporte de texto a obra de Alexandre O’Neill. É um texto que cruza ambiências e inspirações dos seus poemas e das suas crónicas. Portugal é uma repartição pública, um café e um poeta condenado a ser português. Manter a fidelidade ao espírito do romance e ao tom e estilo de Eça foi o objectivo primeiro desta adaptação.

    8.59€
  • Capa do livro Os Patriotas, de Filomena Oliveira e Miguel Real. Europress - Máscara

    OS PATRIOTAS

    0 de 5

    Tendo como centro a emergência do Ultimatum de 1890, por via de Antero de Quental, desenha‑se a contradição entre a paixão do Modernismo e o apelo da Tradição; Guerra Junqueiro simboliza o republicanismo; Eça de Queirós espelha a ideologia do cepticismo finissecular d’ “Os Vencidos da Vida”; Ramalho Ortigão, em duelo com A. de Quental, defende os ideais de uma Monarquia forte; José Fontana e os dois revolucionários espanhóis simbolizam a emergência do movimento socialista.

    7.58€
  • Capa do livro Touro, de Abel Neves. Europress - Máscara

    TOURO

    0 de 5

    O teatro e a festa taurina são, por excelência, artes de redução e expansão, isto é, capazes do maior optimismo utilizando simplesmente o que é essencial: o homem e o seu duplo.

    5.30€